BARRIGUINHA CHAPADA DIETA!!







Barrriga lisinha só aparece depois de queimar os excessos. Então, dá-lhe aeróbico. Este treino é forte e dura só 20 minutos. Criado pela personal Elaine Cruz intercala corda e corrida. Importante: antes de começar, alongue quadríceps, parte de trás das coxas e panturrilhas com movimentos suaves e aqueça o corpo por 1 minuto com saltitos. Faça tudo certinho e, em 30 dias, sua barriga vai estar reta e você feliz da vida – pronta para vestir aquela blusa agarradinha.

FIQUE LIGADA! Stress também dá barriga. Quando você está tensa, seu organismo estimula as glândulas supra-renais, que fabricam adrenalina e cortisol (hormônios que preparam você para enfrentar situações de perigo). O cortisol se alia à insulina e, juntos, favorecem o depósito de gordura. Aproveite os exercícios para esfriar a cabeça.

Iniciante: 3 x por semana (A + B + C)
Intermediário: 4 x por semana (A + B + C + A)
Avançado: 5 x por semana (A + B + C + A + B)


TREINO A
Pule corda por 30 segundos e dê uma pausa de 30 segundos.
Faça essa seqüência 15 vezes ou até completar 20 minutos.
Gasto calórico: 130 cal (em média).: 130 cal (em média).

TREINO B
Pule corda por 30 segundos, corra leve (iniciante) ou corra rápido (intermediária ou avançada) por 2 minutos e dê uma pausa de 1 minuto.
Faça essa seqüência 8 vezes ou até completar 20 minutos.
Gasto calórico: 180 cal (em média).

TREINO C
Pule corda por 1 minuto e descanse por 30 segundos.
Faça essa seqüência 15 vezes ou até completar 20 minutos.
Gasto calórico: 150 cal (em média).

* Se você está muito tempo sem praticar atividade física, pode caminhar no treino B. E, toda vez que sentir que está ofegante demais, desacelere.

No ritmo certo
Para saber se você está fazendo os exercícios na velocidade correta, confira as explicações abaixo.



Pular corda: se possível, pule com as pernas unidas e num ritmo médio – a corda bate no chão a cada segundo e a respiração fica ofegante. Aumente a velocidade aos poucos.
Corrida leve: é um trote, ou seja, o meio do caminho entre a caminhada e a corrida. A velocidade é só um pouco maior que a caminhada rápida, mas o movimento é o da corrida. Para quem apenas anda, a sensação de esforço é grande (mas, para quem corre, o trote é moleza).
Corrida rápida: o exercício se torna muito cansativo e a respiração fica ofegante.


CORDA VIRTUAL
Você não tem familiaridade com a corda? Então comece o treino sem o acessório, apenas reproduzindo o movimento. Na verdade, vai dar saltitos no lugar. Assim, não corre o risco de se atrapalhar, pisar na corda e tropeçar. O exercício vai render mais.
Postar um comentário