KENZO MADLY



Madly Kenzo! é um apelo ao amor olfativo à primeira vista, imbuído de uma extrema sensualidade. É um floral viciante loucamente dosado com flores de heliotrópio e incenso. O perfumista Aurélien Guichard aproveitou a oportunidade para construir uma fragrância ímpar, um acorde único de flores envolvidas em incenso com um só desígnio: criar um perfume diferente de todos os outros.

Topo colorido: Flor de laranjeira e Pimenta-rosa.
Coração Floral: Flor de heliotrópio, Incenso e Rosa da Bulgária.
Fundo sensual: Baunilha, Cedro e Almíscar.

O Frasco
Ron Arad, designer e arquiteto israelense inventou o movimento da asa de borboleta, mantendo-se fiel ao seu vocabulário cheio de curvas e recriou a natureza estilizada que a Kenzo tanto aprecia. Nascido em Tel Aviv e morador de Londres, Ron Arad é um designer único, um dos artistas mais anticonvencionais e impertinentes do mundo. Esta é a segunda vez que colabora com a Kenzo. O seu lema – “no discipline!” – é aplicado também neste perfume.
Fotografia do frasco: Veronique Durruty.

A Embalagem
Desenvolvida por Marc Jubber é livre como o vento. Um número infinito de borboletas a voar como a louca extravagância das estampas Kenzo, coloridas e inspiradas na natureza, que vão impondo coleção após coleção, um estilo singular e risonho.Um bouquet de cores vivas, vermelho, amarelo e roxo, que ilustram a roda-viva e a exaltação da liberdade.

O Diretor
Patrick Guedj realizador do filme e diretor artístico de Kenzo Parfums. Para ele, a mais bela qualidade de uma mulher é o seu toque de loucura. Na Argentina onde foram feitas as filmagens, disseram-lhe que existia no país uma expressão para descrever perfeitamente a heroína de Madly Kenzo!: “loca linda”. Louca e linda... para as mulheres cujo toque de loucura as torna mais atraentes.

A Modelo
Amber Anderson é uma atriz instintiva, encantadora e extravagante. Aos 18 anos, esta londrina, pianista e violonista de formação, posa para os fotógrafos de moda, canta com a banda Electric Memory Box e inicia a sua carreira nas longas-metragens em “Your Highness” de David Gordon Green e “Lotus Eaters” de Alexandra McGuinness.

O Filme - Corro vôo, vivo livre. Esqueço a razão e a rotina.
Sou…loucamente Kenzo!
Lá fora, de madrugada, à beira de uma estrada, na orla de uma floresta, uma jovem aparece com um olhar cheio de determinação. Boca em tom de vermelho vivo, cabelo apanhado, enrolada numa capa e silhueta alongada pelos saltos altos, esboça um sorriso fascinante… E eis que tudo se descontrola.
SAC 0800-170506

Fonte: Assessoria de Imprensa

Postar um comentário