DOENÇAS MASCULINAS

A maior parte das doenças não tem sexo. Em termos de saúde, a afirmação contraria o dito popular segundo o qual a mulher é o sexo frágil. A origem da frase pode até estar relacionada ao fato de a maioria dos homens ter mais força física que as mulheres. Mas levando a discussão para o campo da saúde, ou da doença, eles parecem não ter vantagem sobre elas.
Logo quando os primeiros casos de Aids foram diagnosticados, a síndrome passou a ser conhecida como uma doença típica dos homens. Quando as mulheres passaram a ser vítimas comuns da doença, a afirmação perdeu o sentido.
Hoje, sabe-se que nenhum dos sexos constitui alvo preferencial do HIV. Mas os homens continuam à frente das mulheres em número de casos.
Entre outras doenças sexualmente transmissíveis, o número de infectados é semelhante entre homens e mulheres. Mesmo com os homens sendo freqüentadores menos assíduos que as mulheres dos consultórios médicos para tratamento de males das partes íntimas, as DSTs são mais normalmente diagnosticadas neles por causa do uso comum da uretra nas funções reprodutiva e urinária. Dessa maneira, os sintomas de problemas na região são mais facilmente percebidos pelos homens.
Em determinados casos, o indivíduo do sexo masculino é o único alvo de certas doenças, como as relacionadas ao pênis e próstata, já que o órgão e a glândula são exclusivos dele. Tumores malignos na próstata são o tipo mais grave de câncer que atinge a população masculina.

CRIS OLIVEIRA
Postar um comentário